sábado, 12 de abril de 2014




























sábado, 27 de abril de 2013



quarta-feira, 24 de abril de 2013



segunda-feira, 22 de abril de 2013




www.mooley.com.br
Largo do Arouche,99
LARGO DO AROUCHE, 99
LOJA 13
GALERIA AROUCHE
SÃO PAULO - BRASIL


(11) 7889 0491
Id. 114*118666

(11) 97355 5137

vendas@mooley.com.br

11.00 AS 19.00HS
SEGUNDA A SÁBADO





domingo, 21 de abril de 2013

High Class Escort                                                                  
Olá a todos, sou Dípaulla. Quero começar dizendo que estou criando este blog para que voçês me conheçam melhor, e se sintam mais a vontade na hora de marcar um programa. Além de matar um pouco a curiosidade, e desmistificar a vida de um escort (acompanhante, ou GP de luxo), quebrando alguns tabus e impressões erradas causadas por certos profissionais (se assim posso chamar-los) que denigrem a imagem de pessoas serias como eu, e de muitos outros garotos que trabaham no ramo.

Tenho 21 anos, sou paulistano, universitário,  Vivo em São Paulo, no Morumbi, onde amo viver, pois sou muito cosmopolita e nao pretendo viver longe deste agito. Mas, seguramente, pretendo viver em muitos outros lugares. Ainda existemuito para conhecer e novas experiencias para experimentar!

Faz aproximadamente um ano que trabalho na área. Não me sinto mal pelo meu trabalho, e  nunca chorei depois de um programa, tampouco me sinto vaziu por dentro, nem tenho depresão ou adicção a drogas, eu adoro o que eu faço!

Sou um cara normal, porem com uma mente extremamente aberta, que aceita as diferenças alheias.  Creio  que também tenho uma sexualidade um pouco mais aflorada hehehe ...

Nao vou mentir e dizer que sempre sonhei com isso. De fato, fazer programa não estava nos meus planos, as coisas simplesmente aconteceram. Claro que de inicio comecei pelo dinheiro, mas uma coisa é certa, não importa o tamanho da ambiçao da pessoa, ela tem que levar jeito para a coisa, se não, não vira! E foi o que aconteceu, eu levo muito "jeito para a coisa" hehehe.

Além da grana, a parte de você não ter um chefe ignorante pegando no seu pé, ou o fato de sempre conheçer uma pessoa nova a cada encontro, ou ir a um novo lugar, viver diferentes experiencias, pra mim é totalmente estimulante.

Sobre a prostituição masculina, só posso dizer que infelizmente ainda é pouco valorizada. Enquanto muitas meninas cobram tranqüilamente 300 ou 500 reais por programa, nós homens temos que cobrar menos, e se cobrarmos um pouco a mais que a media, muitos reclamam do valor...
                                    
Adoraria que as coisas fossem diferentes, nosso trabalho mais valorizado e menos marginalizado pela hipocrisia da sociedade. De inicio é o que posso dizer...